A Gira Do Povo Cigano

Há quatro mil anos ouve-se falar dos espíritos do vento, da noite e do dia.  Fortes, corajosos, formam a força de um povo ou a energia de uma falange. Nômades, movem-se como as ondas, como os rios, como os ventos, na estrada infinita. Com a fogueira a queimar, decifram o que dizem as labaredas, pois é na chama do fogo que são revelados os mistérios do mundo… Na terra, sacrifícios, lutas, discriminação, mas crescimento contados em sua história, formaram a grande glória. No astral: fé, amor, carinho, sabedoria, luta para o bem e a caridade, resignação, aprendizado e força de vontade. Suas energias, oriundas do passado, presente e futuro entrelaçados. O trabalho caritativo representado no amor e na natureza, transmite a serenidade, a paz, pois a bondade é o aroma que exala desse agrupamento vibratório. Eles existem, assim como existe Deus, porque através dos vossos ensinamentos encontramos a razão de vivermos e existirmos…

Características: Trabalho em prol das famílias, da justiça, das uniões com amor, das novas formas de vida e da transmutação de energias com o auxílio dos quatro elementos. Importante: Não confundir a FALANGE ESPIRITUAL DOS CIGANOS DE UMBANDA com a FALANGE DO POVO DO ORIENTE. 

Frequência: Em cada mês que tiver cinco segundas feiras.*  Sessões Públicas de Caridade, com a abertura dos portões e a distribuição gratuita de fichas acontecendo a partir de 18:00 horas.
*Sujeita a alterações em função de festividades

Back to Top