O fantasma da recaída

Todos os familiares, e, até mesmo o dependente químico, temem pela recaída.

Para o dependente químico, a recaída, é um sinal de fracasso, e sua sensação é de desesperança, para os familiares, a recaída é a certeza de que ele nunca deixará as drogas.

Nós, conselheiros. familiares e amigos, devemos sempre lembrar que a recaída faz parte da doença da adicção, mas não faz parte da recuperação, porém, ela é prevista durante toda a existência do paciente.

Como Conselheira em Dependência Química, eu penso em duas certezas:

  1. o dependente químico vai ficar limpo;
  2. ele pode recair.

O adicto ficará limpo sempre que ele quiser, mas o Conselheiro, ou a família, devem estar por perto para ajudar o dependente químico a não chegar a essa situação.

Também existem 3 situações que podem espantar o fantasma da recaída:

  1.  fazer o tratamento;
  2.  ir ao grupo de mútua ajuda;
  3. e fazer, se possível, a terapia individual

Aquele dependente químico, que se preocupa com o fantasma da recaída, é sinal de que já entrou em recuperação, mas um exemplo também de recuperação, é quando o dependente químico deixa de fazer a sua vontade, para fazer o sugerido pelo grupo de mútua ajuda.

Procurei resumir bem e ser muito objetiva nas colocações no que realmente consiste ser a recaída, para que não se haja dúvidas.