Fique por dentro

Após o término do contrato de trabalho, o trabalhador que desejar postular judicialmente eventuais direitos trabalhistas, deve estar atento ao prazo fixado em lei. Dessa forma, o empregado terá até 2 (dois) anos para ingressar com uma ação trabalhista, que poderá abranger os últimos 5 (cinco) anos trabalhados, contados a partir da data do ingresso da ação.
Ultrapassado o prazo de 2 (dois) anos, sem a distribuição da ação trabalhista, ocorrerá a prescrição, que significa a impossibilidade de reivindicar direitos oriundos do contrato de trabalho, no âmbito judicial.