O incrível poder da oração

Mas você está orando certo ou errado?

Em 1946, numa caverna junto ao Mar Morto, foram descobertos vários papiros antigos, de mais de 2.000 anos, escritos em uma língua já extinta (ver YouTube Código Isaías, Gregg Braden). Porém, só recentemente, foi possível decifrá-los.

O conhecimento revelado nesses papiros antigos trazem instruções para a criação de uma nova forma de se orar totalmente desconhecida pela humanidade atual, mas que, demonstrou ter um enorme poder de transformação em nossas vidas. A ciência quântica, também chamada de Física das Infinitas Possibilidades, acredita que essa nova forma de orar tenha o poder de curar doenças em nossos corpos, trazer a paz planetária, evitar as grandes tragédias mundiais e até mesmo alterar o futuro, a nível individual e coletivo.

E esse conhecimento revelado pelos papiros diz que qualquer resultado que possamos imaginar e que cada possibilidade que sejamos capazes de conceber em nossas orações, isto é, o pedido ou a graça que estamos pedindo, é um aspecto da criação do Universo que já foi criado antes e, portanto, existe no presente como uma situação “adormecida”, possível de ocorrer e, portanto, possível de se tornar real ou verdadeiro através dessa nova forma de orar.

Unindo Espiritualidade e Ciência, da mesma maneira a Física Quântica nos diz que tudo o que imaginamos já se encontra disponível, como uma real possibilidade a ser alcançada, e que devemos simplesmente “atrair” o que desejamos através das emoções que as orações, feitas de forma correta, geram.

Em outras palavras, nessa nova forma de orar, a sua oração precisa ser baseada na emoção de que aquilo que você supostamente estava desejando, que estava pedindo na sua oração, já ocorreu. Se já ocorreu, então, você não tem que pedir e sim agradecer pela graça já recebida e que lhe está sendo enviada pelo Universo.

Para melhor entendimento, vou dar um exemplo prático e que aconteceu de verdade.

Um dos cientistas que une Espiritualidade e Ciência, chamado Gregg Braden, foi convidado por um amigo indígena, habitante de uma área desértica americana, a participar ao final da tarde, de uma oração para pedir chuva para uma região que há meses não chovia. O índio, sob a observação do cientista, dançou e orou em sua língua nativa, atendendo a um ritual indígena e em poucos minutos a oração terminou.

Perguntado sobre a forma de oração, o índio disse que ela foi baseada na gratidão pela chuva já enviada e que ele sentia, quando orava e dançava, seu corpo molhado e a lama em seus pés proveniente da chuva enquanto dançava. E assim, encerrou a oração com essas emoções de já ter chovido. No início da noite desse dia, a chuva foi intensa e o problema da seca resolvido.

Conforme o conhecimento obtido da tradução do papiro antigo e já comprovado pela Ciência, a única forma de você se relacionar com essa grande teia de energias chamada Universo é através das emoções. Isto é, a sua comunicação ou sua linguagem com o Universo se realiza através de suas emoções. Então, o tipo e a intensidade de emoção que você “joga” para o Universo, ele lhe “devolverá”.

Sabemos também que, pensamento mais sentimento, gera emoção. Se seus pensamentos e sentimentos forem nobres, essa emoção será positiva e o Universo lhe devolverá essas energias em forma de situações positivas.
Exemplo: se suas emoções são resultantes de paz, amor, fraternidade, brandura, mais situações como essas lhe serão “devolvidas” a você pelo Universo. E assim, você viverá com maior equilíbrio, paz, saúde e sucesso em sua vida.

Se suas emoções são resultantes de pensamentos e sentimentos de vingança, raiva, ódio, mesquinharia, o Universo lhe ‘devolverá’ mais situações como essas para você sentir mais raiva, mais ódio. E sua vida será um desastre, sem paz e, com o tempo, sem saúde também.

Então, não comece uma oração chorando, reclamando, suplicando e nem pedindo, pois, as emoções dos sentimentos aí envolvidos são negativas. O Universo, nesses casos, vai lhe devolver mais situações para você chorar mais, reclamar mais. Essa é uma forma errada de orar e que trará muitos problemas para você.

Acho que você já ouviu a expressão popular: “Quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece”. Pelos fundamentos anteriores, isso é totalmente verdadeiro se você orar de forma errada. Se você tá cheio de problemas e orar errado, mais problemas o Universo lhe devolverá. Isto é, mais “assombrações” vão aparecer. Então, depois de tudo isso, como é orar certo?

É começar uma oração agradecendo pela graça que já está acontecendo no Universo e que lhe será encaminhada. Agradecer por mais um dia reencarnado em aprendizado nesse mundo-escola chamado Terra.

Agradecer pela comida, pelo trabalho, pela família que tem. Agradecer pelos bens materiais que possui, pelos amigos e até inimigos, os quais serão amigos fraternos no futuro. Ao fazer sua oração, agradeça sempre pelo que tem e pelo que terá, pois, nesse caso, já está sendo enviado pelo Universo.

Com essa forma certa de orar, você está usando as poderosas energias da gratidão e as enormes emoções que daí resultam, que é a maneira correta de se comunicar com o Universo. Então, é aguardar o envio pelo Universo de seus pedidos que já foram atendidos e em breve chegarão até você.

Use essa poderosa ferramenta de fé, chamada oração, para ter mais saúde, paz, felicidade. Mas, ore de forma correta não só para você, mas por todos os nossos Irmãos nessa caminhada terrena de todos nós, para a paz em nosso planeta.

Paz, saúde, felicidade e luz em seu caminho. Que Deus seja louvado sempre.