Transtornos da Sexualidade (parte I)

//Transtornos da Sexualidade (parte I)

Transtornos da Sexualidade (parte I)

O assunto é bastante amplo, o que nos permite um estudo de variadas doenças mais específicas. Por esse motivo vou dividir o estudo em três partes (3 edições). Nessa matéria começaremos pelas Disfunções Sexuais, já que os transtornos da sexualidade são divididos em três grandes grupos: Disfunções Sexuais, Transtornos de Identidade (desconforto persistente com o sexo de nascimento) e Transtornos de Preferência (caracterizados pela presença de “impulsos sexuais intensos e recorrentes, fantasias sexuais específicas e práticas sexuais repetitivas e persistentes, exclusivamente em resposta a objetos ou situações incomuns).

Cabe ressaltar que aqui não está descrito nenhum pensamento meu em particular, julgamento ou pré-julgamento, apenas o que está descrito na literatura científica e fragmentos de estudos, leituras, que trago ao leitor, e a visão espiritual dos assuntos.

  • Disfunções Sexuais

Segundo França (2001), “os transtornos da sexualidade são distúrbios qualitativos ou quantitativos do instinto sexual, também chamados de parafilias, podendo existir como sintoma numa perturbação psíquica, como intervenção de fatores orgânicos glandulares e simplesmente como questão da preferência sexual”.

Na classificação internacional das doenças, o comportamento sexual compulsivo – quando o indivíduo passa a ter prejuízos em vários âmbitos de sua vida pelo modo como se comporta sexualmente – é considerado um transtorno.

As disfunções sexuais são os transtornos sexuais mais prevalentes e a psiquiatra alerta que “essa incapacidade está presente em todas ou quase todas as relações sexuais por um período mínimo de seis meses causando sofrimento pessoal e ao parceiro”.

Ela reforça que estudo realizado no Brasil pela professora Carmita Abdo indicou que 28,5% das mulheres apresentam algum tipo de disfunção, sendo as mais prevalentes o desejo sexual hipoativo, transtorno de lubrificação e anorgasmia (clique na imagem para visualizar melhor o texto). Entre os homens, 18,2% apresentam algum tipo de disfunção, sendo mais comuns a ejaculação precoce e a disfunção erétil.

A avaliação é feita de forma muito abrangente, analisando os quadros psiquiátrico, psicológico, de personalidade e contando com avaliações neuropsicológica e clínica. Ele ressalta a importância de se divulgar a existência de uma avaliação, pois há tratamento e a pessoa pode conseguir retomar sua vida.

O tratamento é realizado através de medicação e psicoterapia. A medicação é importante para se ter um resultado mais rápido. Alguns medicamentos antidepressivos ajudam a pessoa a se sentir melhor e equilibra seu comportamento sexual. A psicoterapia visa a ampliar a consciência do paciente sobre seu problema e também sua percepção sobre gatilhos que desencadeiam buscas por esse comportamento, auxiliando-o a entender melhor quais aspectos da vida dele se correlacionam com essa manifestação sexual exacerbada, como conflitos ou vivências do passado.

 

 

O que diz a Espiritualidade?

O organismo humano demonstra pelo seu equilíbrio (saúde) ou elo seu desequilíbrio (doenças, deficiências, anormalidades etc), histórico completo do Espírito que dele se serve. Nos parâmetros da Reencarnação, todas as disfunções, particularmente as sexuais – físicas ou psíquicas -, encontrarão verdadeiro “raio-x”, explicando-as sobejamente (em demasia, excessivamente). Da análise sincera de nossas tendências, resultará descrição segura do que fomos, do que fizemos e do quanto estamos afastados das Leis Naturais.

Olhando introspectivamente nosso contexto sexual, encontramos grande parte do nosso passado, numa visão mental fiel elucidativa, qual farol, a indicar-nos os perigos, bem como nos contando qual o roteiro seguro.

O mau uso do sexo gera danos no chakra genésico, de tal sorte que, na próxima reencarnação, o indivíduo poderá renascer com limites sexuais, tais como, a impotência, a frigidez, a infertilidade, a ejaculação precoce etc., porque decorre da Lei de Causa e Efeito ensinada pelo Espiritismo e por Jesus, quando disse: “A cada um será dado segundo suas obras”.

Numa visão geral, nas diferentes manifestações sexuais, nas literaturas espíritas, algumas explicações:

Possíveis Causas das Diferentes Condutas Sexuais:

  1. Inversão de Sexo na Reencarnação: Frequentemente o Espírito programa uma longa jornada apenas em um sexo. E quando se transfere para o outro, isto é, quando inicia uma série de reencarnações na polaridade oposta, muitas vezes, ainda se encontra com as marcas psicológicas do sexo anterior.
  2. Provas e Expiações: Quando, em uma encarnação anterior, o indivíduo não soube manter a postura psicológica e emocionalmente equilibrada. O abuso das experiências em uma das polaridades impõe a necessidade do retorno em outra, a fim de aprender a respeitar a função sexual.
  3. Fatores do Meio Social: O adversário desencarnado, que foi profundamente lesado pela sua vítima de agora, induz este indivíduo a um relacionamento homossexual que é angustiante para ele. O objetivo é cobrar a dívida desencadeando agressões ao equilíbrio sexual do devedor. (Nos Bastidores da Obsessão – Manoel P. de Miranda/Divaldo Franco, cap. 8 – Processos Obsessivos).
  4. Influências Obsessivas: Pode originar-se na encarnação atual, em mecanismos de experimentações sexuais que o ser realiza quando está atormentado, sobretudo, na fase da adolescência, quando anseia por descobrir seus valores e aspirações. • Influência familiar, social, cultural, etc.
  5. Escolha Reencarnatória/ Afetos Regressos: Espíritos cultos e sensíveis, aspirando a realizar tarefas específicas na elevação de agrupamentos humanos e, consequentemente, na elevação de si próprios, rogam dos Instrutores da Vida Maior que os assistem a própria internação no campo físico, em vestimenta carnal oposta à estrutura psicológica pela qual transitoriamente se definem. Escolhem com isso viver temporariamente ocultos na armadura carnal, com o que se garantem contra arrastamentos irreversíveis, no mundo afetivo, de maneira a perseverarem, sem maiores dificuldades, nos objetivos que abraçam. (Vida e Sexo – Emmanuel)

 

Fonte:

https://jornal.usp.br/atualidades/transtornos-sexuais-apesar-de-tabu-possuem-tratamento/

https://www.uai.com.br/app/noticia/saude/2014/01/19/noticias-saude,193090/o-que-e-normal-e-o-que-e-doenca-da-sexualidade.shtml

http://www.acasadoespiritismo.com.br/livrosespiritas/SEXO%20SUBL%20TES/16%20problemas%20sexuais.htm

https://pt.slideshare.net/paulovfppiox/sexualidade-na-viso-esprita

By |2019-01-20T14:34:12-03:00janeiro 14th, 2019|Saúde e Espiritualidade|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment